Especialistas descartam título de 'gênio' ao analisar Mark Zuckerberg, o 'homem do ano'

Mark Zuckerberg criou em 2004, aos 19 anos, aquela que viria a se tornar a rede social Facebook, hoje com mais de 500 milhões de usuários. A revista “Fortune” estima que sua fortuna seja de US$ 6,9 bilhões, a “Time” o elegeu o homem do ano e há, em cartaz, um filme contando a história da origem de sua empresa. Em 2010, Zuckerberg é “o cara” quando se fala em redes sociais. Mas especialistas brasileiros nessa área, ouvidos pelo UOL Tecnologia, preferem deixar de lado adjetivos como “gênio” e “visionário” ao tratar do jovem de 26 anos. Para eles, o norte-americano soube como oferecer aos internautas uma ferramenta de qualidade, quando o público já estava interessado em conectar-se virtualmente com seus amigos, parentes e conhecidos. Para os especialistas, Zuckerberg é o “cara”, sim. Mas aquele cara da hora certa e do lugar certo.
Motivo de sucesso
O Facebook pode, sim, ter sugido na hora certa, no lugar certo. Mas é claro que, para reunir 500 milhões de pessoas, o site de relacionamentos também tem seus méritos. De Franco acredita, por exemplo, que o visual fácil e amigável da página é um dos principais responsáveis pelo efeito exponencial do crescimento na quantidade de usuários. “Quanto mais pessoas estiverem lá, mais você vai precisar dele e maior será sua utilidade. Foi assim com o telefone e com o fax, por exemplo.” Ele afirma ainda que essa interface atrativa permitiu o desenvolvimento de aplicativos de uso muito fácil.
Do UOL.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe tudo sobre filmes de comédia?

Gabarito extraoficial do concurso da Brigada Militar RS 2012, prova aplicada no último domingo(11/03)

Chocolates direto de Gramado RS em São Francisco de Assis