Pentacampeão, Cafu revela mágoa na Seleção: 'Eu merecia uma despedida'

Em 1994, aos 24 anos, Marcos Evangelista de Morais era reserva e venceu a Copa do Mundo dos EUA com a Seleção Brasileira. Quatro anos mais tarde, na França, Cafu era titular do time e chegou à final novamente, porém teve que se contentar com o segundo lugar. Em 2002, o menino do bairro Jardim Irene, Zona Sul de São Paulo, tinha a responsabilidade de ser o capitão do grupo que tentava o pentacampeonato na Coreia e do Japão. A terceira final consecutiva de Copa do Mundo foi coroada com um desfecho de gala: Cafu erguendo a taça de campeão do mundo e homenageando o local onde nasceu.
- Eu merecia uma despedida. Não aconteceu. Claro que se tivesse uma despedida, com estádio cheio e todo mundo gritando meu nome, seria gratificante. Retribuir aquilo o que você fez pelo seu país. Eu estou retribuindo ao Jardim Irene. Mas não sou um cara de ficar lamentando. Se por acaso acontecer é claro que vai ser com o maior prazer, vou ter muito orgulho. Foram três finais consecutivas de Copa do Mundo, ganhamos duas e fomos vice na outra - disse.
Do G1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe tudo sobre filmes de comédia?

Gabarito extraoficial do concurso da Brigada Militar RS 2012, prova aplicada no último domingo(11/03)

Chocolates direto de Gramado RS em São Francisco de Assis