"O Facebook salvou a vida do meu filho"

Philip Rice, 34 anos, assistente de anestesia, estranhou uma vermelhidão na pele do filho Ted, 4 anos. Preocupado, decidiu, então, tirar uma foto e colocar em seu Facebook na esperança de que alguém pudesse ajudá-lo. Em poucos minutos, ele recebeu uma mensagem de sua amiga Sara Barton, médica no Hospital Salford Royal, no Reino Unido. Sara reconheceu a vermelhidão na pele de Ted como um dos sintomas de leucemia linfoide e insistiu que o garoto fosse levado ao hospital imediatamente.
No hospital, o diagnóstico da médica Sara Barton foi confirmado e Ted logo começou um tratamento severo com quimioterapia. “Ele tem 75% de chance de sobreviver. O número parece alto, mas quando se trata do seu filho, não é bem assim. O Facebook, provavelmente, salvou a vida de Ted”, completa Philip.
Ted tem que fazer uma sessão de quimioterapia todos os dias em sua casa e vai duas vezes por semana ao hospital. Para apoiar o filho, Philip também raspou a cabeça. A família conta com a ajuda da instituição de caridade Rainbow, que apóia famílias com crianças gravemente doentes. E a contribuição da dra. Barton continua: ela está se preparando para correr a Corrida de Manchester para arrecadar dinheiro para instituição.
Do G1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe tudo sobre filmes de comédia?

Gabarito extraoficial do concurso da Brigada Militar RS 2012, prova aplicada no último domingo(11/03)

Chocolates direto de Gramado RS em São Francisco de Assis