Pais de trigêmeas fizeram em agosto documento para doação, diz Justiça

Despachos da Justiça do Paraná apontam que o desembargador responsável por avaliar a retirada da guarda das trigêmeas nascidas em Curitiba considerou relato de uma psicóloga e documento assinado pelos pais em agosto de 2010 "permitindo a doação de uma de suas filhas".

Como parte de sua argumentação contra o pedido de liminar para devolução das crianças nascidas após inseminação artificial, o desembargador Ruy Muggiati também transcreve a declaração de uma psicóloga do hospital. Nele, a profissional que prestou atendimento ao casal diz que os pais disseram ter procurado formas de abortar uma das filhas no exterior.

Os três bebês estão sob a custódia do Conselho Tutelar desde o dia 23 de fevereiro deste ano, quando, segundo funcionários do hospital onde elas nasceram, os pais tentaram deixar uma das crianças. A maternidade comunicou o Ministério Público (MP) e a Justiça decidiu pelo abrigamento.

Do G1.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe tudo sobre filmes de comédia?

Gabarito extraoficial do concurso da Brigada Militar RS 2012, prova aplicada no último domingo(11/03)

Chocolates direto de Gramado RS em São Francisco de Assis