Corte no Orçamento não vai afetar programa Minha Casa, Minha Vida, garante ministra do Planejamento

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, afirmou nesta sexta-feira (17) que o corte de R$ 50 bilhões no Orçamento Geral da União não vai afetar a segunda edição do Programa Minha Casa, Minha Vida. A meta é entregar 2 milhões de casa até 2014. Ela destacou ainda que, este ano, os recursos repassados para a construção das moradias populares aumentaram 5% em relação a 2010. “Não temos nenhuma preocupação”, disse.

Ao participar de entrevista a emissoras de rádio durante o programa "Bom Dia, Ministro", Miriam lembrou que 300 mil habitações foram entregues na primeira fase do programa --apesar da previsão de 1 milhão de unidades. Questionada sobre a possibilidade de descumprimento dessa meta, ela ressaltou que é preciso um tempo mínimo para que as obras sejam concluídas.

“Começamos o programa em abril de 2009. As primeiras contratações se deram no final de 2009. É neste ano que a maior parte será entregue. Não temos essa preocupação. Acreditamos que a meta será alcançada”, afirmou. A estimativa da pasta é que mais 300 mil moradias sejam entregues até dezembro.

Do UOL.

Blogueiro: Milhões de brasileiros aguardam na fila para ter a sua casa própria; e são trabalhadores que na maioria das vezes, ganham um salário mínimo ao mês, contam cada centavo para comprar o alimento e que irão passar o resto da vida pagando, porém felizes. Nossa esperança é que aqueles que teem o poder da decisão e que ganham em média mais de R$25 mil por mês não acabem de forma fria com o sonho destes brasileiros.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe tudo sobre filmes de comédia?

Gabarito extraoficial do concurso da Brigada Militar RS 2012, prova aplicada no último domingo(11/03)

Chocolates direto de Gramado RS em São Francisco de Assis